Você com certeza já ouviu falar da prática Mindfulness. Traduzido para o português como “atenção plena”, o método ajuda no desenvolvimento das capacidades emocionais e mentais com o objetivo de estabelecer uma melhor qualidade de vida e reduzir os níveis de estresse e ansiedade.
A eficácia de sua prática, comprovada por meio de estudos e pesquisas científicas, traz, além de um dia a dia mais focado e menos agitado, uma série de benefícios para a saúde do corpo e da mente. Conheça a seguir.

Diminuição de sintomas ligados a transtornos psiquiátricos
Um dos benefícios mais conhecidos da técnica de mindfulness é exatamente a melhoria de condições associadas a transtornos psiquiátricos, em maior ou menor grau. De fato, muitos dos pacientes, até em estados severos, são orientados a tentar aplicar a meditação.
O método, segundo estudo do curso de medicina da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), tem se mostrado especialmente eficiente no tratamento de quadros de ansiedade e depressão, em que a pessoa é confrontada com pensamentos negativos e com a falta de controle em grande parte do tempo.
Alguns casos de estresse agudo, com necessidade de evasão de ambientes, também têm diminuído com a ajuda do mindfulness.

Aumento do bem-estar
Essa técnica de meditação tem, como principal objetivo, melhorar o relaxamento e se conectar completamente ao momento presente, sem que os seus pensamentos se tornem interferências no processo.
Por conta disso, quando falamos dos benefícios do mindfulness, também estamos apontando para um aumento do bem-estar geral de quem pratica. Os sentimentos negativos podem ser impulsionados por diferentes fatores. Porém, quando estamos falando da meditação, é importante destacar que o ambiente é completamente receptivo, e livre de negatividades.
De fato, o bem-estar pode ser raro no dia-a-dia da maioria das pessoas. A meditação também pode ajudar a estimular situações em que as pessoas efetivamente se sentem bem.

Reflexão interior
O mindfulness, assim como a maioria das técnicas de meditação, possui como pressuposto uma profunda interiorização. Por isso, muitas pessoas relatam que melhoraram o contato com o interior, com seus pensamentos e suas emoções, durante as sessões.

Esse efeito realmente pode ser identificado como um dos benefícios do mindfulness. Durante o período de prática, você terá seus pensamentos voltados exclusivamente para você mesmo. Essa é uma forma de incentivar a reflexão sobre seus padrões emocionais e sobre seu comportamento no geral.
Grande parte das pessoas que praticam essa meditação relatam um contato mais forte com seus sentimentos. Consequentemente, a autopercepção se modifica.

Melhorias relacionadas à dores crônicas
Por fim, podemos citar um dos benefícios mais importantes dessa técnica: a melhora em dores crônicas. Muitas dessas dores podem se agravar ou até se manter por conta de fatores psicológicos de difícil tratamento.
O medo da dor, o desconforto e a habituação a essa sensação são alguns dos padrões que precisam ser quebrados. Por isso, se você tem uma condição crônica que já está diagnosticada, o uso do mindfulness pode ser uma boa opção para agregar aos remédios de controle. Em termos médicos, esse é um dos usos mais estimulados dos tratamentos de pacientes em condições crônicas de debilidade.

Be mindful!
Pedro Lôbo – Coordenador do Instituto Mindfulness