Todas as pessoas no mundo enfrentam problemas diários, e muitas delas acabam por se auto julgar e autocriticar de uma forma que as impedem de evoluir. 

É normal que isso ocorra, mas devemos também saber como nos tratar com gentileza para que não fiquemos presos em sentimentos negativos.

Hoje queremos falar com você sobre o que é Mindfulness Self Compassion ou autocompaixão.

O que é a autocompaixão e porque é importante?

A autocompaixão pode ser simplesmente uma compaixão dirigida para dentro, relacionando-se a nós mesmos com cuidado, gentileza, aceitação e preocupação diante da experiência do sofrimento.

Percebemos a compaixão ocorrer no nosso dia a dia quando pensamos em uma pessoa querida ou um amigo passando por uma dificuldade, um problema pessoal ou no trabalho.

Normalmente, quando nos direcionamento à essa pessoa, sempre nos direcionamos com uma atitude compassiva, querendo que ela fique livre daquele sofrimento. Temos um olhar acolhedor, escutamos, somos atenciosos…Isso é a compaixão acontecendo.

Mas e quando eu estou passando pela mesma situação e pelo mesmo problema? Como eu me trato? Eu uso o mesmo tom acolhedor? O olhar atencioso, gentil e amoroso? Eu tenho paciência comigo pelo que estou vivendo?

Normalmente não é o que fazemos, pois somos acostumados a nos tratar de uma forma muito severa, com críticas internas destruidoras e nos colocando para baixo. É claro que existe uma crítica que te impulsiona a ir para frente, a fazer um trabalho melhor, a ter mais disciplina e a buscar uma vida tranquila. Mas existe outra crítica que é altamente destrutiva.

Quando falamos da autocompaixão, falamos da capacidade que todos nós temos de nos acolher e cuidar de nós mesmos, fazendo a pergunta:

  • Como eu posso me libertar do sofrimento?

Mas, antes de responde-la, devemos ter a consciência que muitas pessoas confundem o significado de autocompaixão para o Mindfulness. Não é tirando o sofrimento e nem negando que o sofrimento existe que você irá ser gentil consigo, mas é aceitando e lidando com a realidade daquele momento. Estar presente naquele momento e reconhecer que aquele é um momento difícil e dolorido. Só assim podemos trazer autocompaixão, no momento em que ela é trabalhada a partir do reconhecimento e do contato com a dificuldade.

Devemos começar a praticar esse autocuidado com coisas simples do nosso dia a dia, visto que nós não devemos escolher lidar com emoções muito difíceis inicialmente, pois é um treinamento. A habilidade compassiva faz parte da essência e da experiência humana, mas ao longo dos anos o ser humano desaprendeu tal habilidade.

A autocompaixão é um convite para que eu me torne o meu melhor amigo e me cuide com carinho e gentileza, reconhecendo que esse é um momento difícil. Requer tempo, paciência, disciplina, treinamento, mas, principalmente, a abertura para ter o entendimento do que é compaixão.

Esperamos ter ajudado você a absorver esse olhar de como você se cuida, como você se olha, como você fala com você e, se for um tom mais rigoroso, reconheça que este é um momento difícil e que aos poucos você possa encontrar a alegria.

 

Leve mais compaixão e qualidade de vida para o seu dia a dia e não deixe que o estresse e a ansiedade vençam você: clique aqui para saber mais!

 

Se você gostou desse conteúdo, compartilhe no Whatsapp ou Messenger para amigos, familiares e pessoas importantes para você, para que possamos compartilhar a mensagem e incentivar as pessoas na prática do Mindfulness!