Dores pelo corpo, suor em excesso, frio na barriga, insônia e um aperto horrível no peito. Esses são apenas alguns dos sintomas enfrentados por quem sofre de transtorno de ansiedade.

Antes de falar sobre os males e tratamentos da ansiedade, é preciso diferenciar a emoção do distúrbio. Sabe aquela sensação que temos antes de falar em público ou de realizar uma prova importante? Então, isso é estar ansioso. É uma condição momentânea, ocasionada por uma determinada situação nova ou desafiadora e que costuma passar assim que essa conjuntura em especifico for vencida. Terminou a sua apresentação ou entregou a prova, pronto, o sentimento passa.

Já o distúrbio, conhecido como Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), é um pouco diferente e pode acontecer a qualquer momento, não precisando, necessariamente, de um motivo aparente. Você pode estar dormindo tranquilamente e ser acordado por um ataque súbito de ansiedade. Ou então, esperando pacientemente na fila do banco quando, do nada, seu cérebro entende que existe algum motivo para pânico, e mesmo não tendo, entra em crise.

O tratamento para a doença ansiedade, considerada o mal do século por psicólogos e especialistas, envolve acompanhamento e, nos casos mais graves, o uso de remédios. O que pouca gente sabe é que a prática de Mindfulness pode trazer uma série de benefícios para quem sofre do transtorno.

Por trabalhar diretamente com a saúde da mente e estimular uma forma mais tranquila de lidar com problemas e preocupações do dia a dia, a técnica é uma grande aliada no gerenciamento do estresse e de situações que podem levar a quadros de ansiedade.

Isso, sem mencionar que, a longo prazo, a técnica intervém na produção de cortisol, mais conhecido como hormônio do estresse, melhora a qualidade do sono, reduz a vulnerabilidade a sensação de ansiedade e auxilia no desenvolvimento de empatia e compaixão, fundamentais para o amor próprio.

Por incrível que pareça, o estresse não é nosso inimigo, mas é preciso entender como ele interfere na minha percepção de momento, como estou lidando, internamente, com a situação, como minha mente, meu corpo e meus sentimentos se apresentam. Quando não temos clareza e consciência, somos tragados pelo acontecimento e o estresse se torna então nosso inimigo.

Então, minha dica é: ao perceber que foi tragado, apenas pare. Faça algumas respirações conscientes, se concentre no que realmente está acontecendo e pense no que pode ser feito no momento. O Mindfulness nos permite ter consciência de como estamos reagindo, o que permite uma ação mais consciente e gentil.

Com esse tanto de benefícios, eu repito a minha pergunta de alguns posts atrás: por que não praticar? Marque a sua aula experimental e conheça o Instituto Mindfulness.

Be Mindful! 
Pedro Lôbo
UC San Diego Center for Mindfulness
Mindful Self-Compassion, MBSR e Mentor do Institute Mindfulness (UK/USA)